Jornal Folha do Araguaia, MT

Nova Logo Jornal Folha

Bom Dia  -  Hoje é 28 de Setembro de 2020

Em Canarana - MT - Max 40° . Min 21°


Empresa entra em recuperação judicial e impacta produtores e bancos de Nova Xavantina

..
utf8_encode($row_noticia['not_titulo']

EZIO GARCIA - SN /NX1


Desde a última quinta feira, 16, um grande movimento se observa à frente da empresa de armazenamento e comércio de grãos Indiana Agri – Comércio e Exportação de Cereais Eireli, situada na BR-158, saída para Água Boa, em Nova Xavantina.

Na quarta feira, 15, a empresa entrou com pedido de recuperação judicial (antiga concordata) na comarca de Primavera do Leste e teve o pedido deferido pela Justiça.

Com a decisão, produtores que haviam vendido seu produto para a empresa, passam a ter o futuro incerto quanto às datas dos recebimentos, cujo prazo pode variar de 01 a 05 anos, depois de cumpridos todos os passos burocráticos do processo.

A reportagem esteve na manhã desta segunda feira, 20, na sede da empresa, mas os diretores e responsáveis não quiseram dar entrevista.

DÍVIDA

Planilhas que correm nos celulares de produtores apontam para uma dívida de R$ 227 milhões, que inclui desde produtores de soja e outros grãos, até fornecedores do comércio local e instituições bancárias, como Bradesco e Sicredi.

Segundo os produtores, quem apenas depositou seu produto (armazenou) na empresa, terá ele de volta normalmente, apenas os que venderam sua safra para a IndianAgri estão no processo de recuperação judicial.

Nesta segunda, dezenas de carretas aguardavam para carregar a soja armazenada nos galpões.

“FLUTUAÇÃO DE MERCADO”

Em comunicado, a Indianagri informou ao credores, parceiros e produtores, que “em razão de fatores alheios a sua vontade, viu seu fluxo de caixa ser comprometido substancialmente pela oscilação de mercado, impondo a necessidade de ajuizamento do pedido”.

No mesmo documento, a empresa informa que “em relação aos contratos de armazenamento e beneficiamento, haverá o cumprimento normal dos contratos”.

APROSOJA

A Aprosoja, Associação dos Produtores de Soja e Milho de MT divulgou nota na qual se mostra “preocupada” e acompanhando a situação, e orienta os produtores a se municiarem de todos os documentos possíveis dos contratos de crédito feitos com a empresa, bem como “buscar assessoria jurídica especializada, a fim de resguardarem seus direitos dispostos no ordenamento jurídico da Nação”.

Confira a nota da Aprosoja:

Através de seus associados, a APROSOJA tomou conhecimento acerca do pedido de Recuperação Judicial ajuizada pela empresa INDIANA AGRI COMERCIO E EXPORTAÇÃO DE CEREAIS EIRELI perante a Comarca de Primavera do Leste-MT (processo n. 1001969.41.2020.8.11.037), na qual restou deferida a tutela de urgência suspendendo todos os atos expropriatórios.

Cumpre ressaltar que a Aprosoja vê com preocupação a medida judicial ingressada em virtude do impacto na cadeia produtiva, em especial aos que se beneficiam direta e indiretamente dessa atividade.

Imprescindível esclarecer que o processo ainda se encontra em segredo de justiça, o que dificulta, por ora, a avaliação da real extensão do impacto econômico, bem como a exata conferência do passivo atribuído ao feito judicial, por isso, a Aprosoja irá acompanhar de perto a medida judicial ingressada, a fim de obter maiores informações.

Diante dos impactos socioeconômicos e suas eventuais consequências, a APROSOJA orienta aos seus associados municiar de todos os documentos que comprovem a relação comercial do seu crédito mantido com a INDIANA AGRI COMERCIO E EXPORTACAO DE CEREAIS EIRELI, assim como buscar assessoria jurídica especializada para representá-los no processo e garantir a preservação dos seus direitos dispostos no ordenamento jurídico brasileiro.

Departamento Jurídico da Aprosoja

banco_img/banners/banner_14/7164780288.gif
  •   Fonte: EZIO GARCIA - SN /NX1  
  •   |  
  •   21 de Abril de 2020  






ENQUETE

O que você achou de nosso' site?




NEWSLETTER

Cadastre-se e receba nossas notícias e informativos


Copyright © 2018 - JORNAL FOLHA DO ARAGUAIA - SOCIALITE VIP.

Todos os direitos reservados.