Jornal Folha do Araguaia, MT

Jornal Folha do Araguaia

Bom Dia  -  Hoje é 16 de Fevereiro de 2019

Em Canarana - MT - Max 30° . Min 22°


Educação e cooperação Programa A União Faz a Vida desperta valores e transforma atitudes

Projeto é desenvolvido pelo Sicredi em escolas públicas e privadas de Mato Grosso há 13 anos e até hoje surpreende educadores e demais agentes envolvidos
utf8_encode($row_noticia['not_titulo']

ASSESSORIA DE IMPRENSA SICREDI CENTRO NORTE


Desenvolvido pelo Sicredi há 13 anos em Mato Grosso, o Programa A União Faz a Vida (PUFV) tem mudado a forma de educar crianças e adolescentes das escolas públicas e privadas, ao despertar neles os princípios de cooperação e cidadania por meio de uma metodologia de projetos diferenciada, que estimula o aluno a ser o protagonista do aprendizado. O PUFV é o principal projeto de responsabilidade social do Sistema Sicredi e no Estado é executado por oito cooperativas. Está implantado em 29 cidades atualmente, com a previsão de ser expandido para pelo menos oito novos municípios em 2019.

 

Nos 29 municípios mato-grossenses, o PUFV atende 271 instituições de ensino públicas e particulares que somam cerca de 75 mil estudantes. O número de educadores envolvidos ultrapassa 4,6 mil, e eles passam por formação continuada para que desenvolvam o projeto de forma eficaz e que gere resultados. Os projetos são construídos pelos estudantes, com a mediação dos educadores de maneira lúdica e prática, e os principais valores mobilizados pelo Programa são a justiça, o diálogo, o empreendedorismo, a solidariedade e o respeito à diversidade.

 

O método adotado pelo programa e desenvolvido nas escolas funciona como um estímulo aos professores, que passam a ter uma visão mais ampla sobre o processo de aprendizagem. Eles deixam de ser o principal ponto do processo de ensino e aprendizagem, protagonismo que passa a ser dos estudantes, que ficam mais motivados a estudar.

 

A transformação observada nos principais envolvidos no programa (educadores e alunos) tem estimulado uma procura espontânea para a implantação do projeto nas escolas, a ponto de os prefeitos procurarem o Sicredi para solicitar a implantação do PUFV nas suas cidades, o que é avaliado positivamente pela instituição financeira cooperativa. “A expansão do Programa A União Faz a Vida tem acontecido de forma orgânica porque os resultados que ele vem atingindo nos municípios onde ele está implantado têm chamado a atenção daquelas cidades onde o programa não é desenvolvido. Isso faz com que os próprios municípios busquem o Sicredi, solicitem conhecer o programa, e tenham mais detalhes da implantação, acompanhamento e gestão do programa, de modo que possam também levar o programa aos seus municípios”, declara a gerente de Gestão de Pessoas da Central Sicredi Centro Norte, Andrea Passos.

 

Ela explica que o processo de expansão ocorre de forma gradativa porque o Sicredi se preocupa mais com a qualidade do programa e do que com a quantidade de municípios atendidos. “Acreditamos que ele seguirá uma crescente constante, tanto é que saímos de um total de 68 mil alunos atendidos em 2017 para 75 mil em 2018. Para nós, isso é uma responsabilidade muito grande e a possibilidade de crescimento fica cada vez maior e mais próxima”.

 

Uma das cidades que buscou o Sicredi para implantar o Programa foi Terra Nova do Norte. O secretário municipal de Educação, Reginaldo Marcolan, conta que conheceu o PUFV em Marcelândia, município vizinho, e ficou encantado com a proposta e os efeitos sobre os alunos e professores. “Então, quando assumimos a gestão em 2017 procuramos o Sicredi e manifestamos o desejo de ter o programa na nossa cidade. As conversas começaram e neste 2º semestre de 2018 pretendemos concretizar a parceria. Estamos bastante otimistas e cheios de expectativas”. Marcolan diz que, inicialmente, o programa envolverá as escolas municipais, que somam oito, e atendem estudantes até o 9º ano, num total de 214 profissionais da educação. “Mas, temos a intenção de fazer parceria com o Estado para incluir as quatro escolas estaduais e atender mais de 1,2 mil alunos”.

 

Outra cidade que está bem animada em receber o programa em 2019 é Santarém (PA), levando o Programa A União Faz a Vida para além das fronteiras de Mato Grosso. A secretária municipal de Educação, Mara Belo, diz que o planejamento é começar o programa na cidade com a educação infantil, que atende mais de cinco mil alunos. “Estamos definindo quais as escolas farão parte do programa para começar o próximo ano letivo com toda energia. Gostamos muito de conhecer o projeto e estamos muito animados”.

 

Poder de transformar

 

O senso de cooperação e cidadania estimulado nas atividades do Programa A União Faz a Vida não fica só na teoria. Ele é sentido na prática, como aconteceu na cidade de Querência com alunos da Escola Municipal Agropecuária de Tanguro. Ao desenvolverem um projeto dentro do programa, chamado A Força do Bem, os alunos tiveram uma série de atividades relacionadas ao tema, incluindo rodas de conversa sobre solidariedade, respeito e compaixão ao próximo. Uma das atividades foi assistir ao filme “A Corrente do Bem”. Logo depois disso aconteceu algo que entraria para a história da escola.

 

Um dos 9 alunos da turma multisseriada, que reúne estudantes do 1°, 2° e 3° anos do Ensino Médio, se viram diante de uma situação que jamais pensaram que poderiam vivenciar. Um colega, Robson Emidio, participava de um processo seletivo de uma grande empresa na cidade para uma vaga de Jovem Aprendiz e seu exame de sangue (necessário para a contratação) apresentou alteração, a qual gerou suspeita de que tinha uma doença. O jovem tinha que ir a Goiânia (GO) para fazer mais exames e um possível tratamento, mas a família não tinha dinheiro.

 

Foi neste momento que o espírito de solidariedade e cooperação tão incentivado pelo programa falou mais alto. Os alunos da turma de Robson e de outra turma do ensino fundamental estavam juntando dinheiro desde o início do ano para fazer um passeio no fim do ano para Barra do Garças e abriram mão do valor para doar a quantia a Robson. “Eles se reuniram e nos informaram da decisão. Apoiamos e ficamos muito emocionados. A turma dele decidiu doar o dinheiro e mobilizou a outra turma a fazer o mesmo. Quando a decisão foi revelada ao Robson ninguém conteve as lágrimas”, conta a professora Célia Ferreira de Almeida, que leciona na escola há oito anos e tem 20 de carreira. Ela diz que em todos esses anos nunca viu uma ação como esta e ficou bastante impressionada porque acredita que foi o trabalho desenvolvido no programa que abriu os olhos e o coração dos jovens para esta atitude.

 

A coordenadora da escola, Clesia Silene Rosa Sales, afirma que a história de Robson e a inciativa dos colegas foi postada em uma rede social e ganhou repercussão. “Gente de Mato Grosso e de outros países se sensibilizaram e queriam ajudar”, diz ao contar que empresários se uniram e decidiram dar o passeio de presente aos alunos, que partiram para Barra do Garças no fim de novembro. Os alunos doaram R$ 1.800 a Robson, que não usou todo valor e o devolveu o dinheiro à turma, que mais uma vez surpreendeu os professores e decidirem comprar alimentos e doar à família de colega.

 

A professora Célia diz que, por conta desse imprevisto, Robson não conseguiu a vaga que tanto queria para trabalhar na empresa, mas recebeu uma notícia que o deixou muito mais feliz. “Os exames feitos em Goiânia não detectaram problema algum, apenas que ele tem um sangue raro, mas não tem doença nenhuma. Quer notícia melhor?”.

 

Esta e outras tantas atitudes despertadas nos alunos e que muitas vezes ficam no anonimato perante a comunidade dão orgulho às cooperativas do Sicredi que desenvolvem o Programa A União Faz a Vida. Martiele Sieben Colombo, assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo, da Cooperativa Araxingu, que atende a cidade de Querência, afirma que o programa é desenvolvido na cidade desde 2013 e que muitos projetos foram realizados desde então. “No entanto, este teve grande repercussão. E abrangeu um público – adolescentes – que muitas não se envolve tanto com as atividades. Nos surpreendeu e nos trouxe muito orgulho essa iniciativa deles. Nos faz acreditar que estamos no caminho certo e que é possível sim despertar os valores de justiça, diálogo, empreendedorismo, solidariedade e respeito à diversidade nos alunos, conforme apregoa o Programa A União Faz a Vida”.

 

 

Sobre o Sicredi

 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,9 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.  

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

O Sicredi Centro Norte, composto pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem cerca de 392 mil associados, com 166 agências em 138 municípios.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA SICREDI CENTRO NORTE

Íconepress Assessoria de Imprensa e Agência de Conteúdo

Paola Carlini (65) 3642-3303 - 9 8404-9656

Paola@iconepress.com.br

banco_img/banners/banner_14/7164780288.gif
  •   Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA SICREDI CENTRO NORTE  
  •   |  
  •   30 de Janeiro de 2019  


banco_img/banners/banner_15/1531291855.jpg
banco_img/banners/banner_16/5642406251.gif




ENQUETE

O que você achou de nosso' site?




NEWSLETTER

Cadastre-se e receba nossas notícias e informativos


Copyright © 2018 - JORNAL FOLHA DO ARAGUAIA - SOCIALITE VIP.

Todos os direitos reservados.