Jornal Folha do Araguaia, MT

Jornal Folha do Araguaia

Boa Tarde  -  Hoje é 17 de Dezembro de 2018

Em Canarana - MT - Max 33° . Min 22°


A CULTURA DA SOJA QUE MOVIMENTA O BRASIL

O agronegócio que impulsiona e dá sustentação importante para economia do País.
utf8_encode($row_noticia['not_titulo']

Eng.º AGR MSc DARCI ANTONIO LORENZON


A soja é uma Commoditie que movimenta o País em todos os sentidos, cultura que já têm uma história bonita e que cresce em importância principalmente nos últimos anos pelo aumento consecutivo de área plantada e principalmente em produtividade e agregação de divisas.

A pujança dessa cultura traz consigo toda indústria de máquinas, agroquímicos, mão de obra, e em especial a pesquisa que com auxílio da assistência técnica dá sustentabilidade a todo o processo produtivo. Rendimentos recordes têm mostrado a capacidade da pesquisa com ajuda da biotecnologia e aqui quero destacar a rapidez com que nossos produtores aderem as novidades e processos produtivos.

Destaque para rendimentos nunca antes pensados no País como do produtor paranaense na safra 2016/2017 de 149,08 sacas /há –concurso realizado pelo Comitê Soja Brasil (CESB), O BRASIL Já é hoje o segundo maior produtor de soja do mundo com produção segundo ABIOVE (Associação Brasileira de Óleos Vegetais) que nesta safra 2018 deverá atingir mais de 117 milhões de toneladas e estimativa de exportação de 70 ,4 milhões de toneladas;

O Mato Grosso é um dos estados brasileiros com destaque na produção seguidos de Paraná e Rio Grande do Sul: 

SAFRA:2016/2017 

ÁREA PLANTADA (há)              PRODUTIVIDADE kg/há     PRODUÇÃO Milhões (t)

BRASIL   33,8 milhões ha                   3.362                       113,9

MT             9,32 milhões ha                    3.273                        30,5 

FONTE: CONAB

Numa população mundial crescente estimada para 2050 com mais de 9 bilhões de pessoas e consequentemente irá demandar mais comida é importante o Brasil dar suporte a demanda crescente em produção de alimentos, por ter capacidade crescente também em áreas de plantio.  

A PRODUÇÃO DE SEMENTES NESTE CONTEXTO: Sem dúvida a indústria da produção de sementes é fundamental para dar sustentação a todo processo produtivo da cultura ; é preciso que funcione a engrenagem pesquisa-obtentor – multiplicador – agricultor  onde o contínuo processo de novos eventos através dos mais diferentes meios de descobertas tecnológicas incluindo a biotecnologia e preservando o potencial dos germoplasmas teremos a certeza da segurança na continuidade da cultura em termos de rendimento e sustentabilidade produtiva e nesses termos o agricultor possui papel importante para fazer a engrenagem funcionar , ou seja , quando ocorre a compra da semente certificada todo ano ele indiretamente alimenta a pesquisa tornado o processo sustentável economicamente.

A produção de semente com alta qualidade (pureza e vigor) proporcionam a possibilidade de gerar plantas através das sementes com mais alto potencial produtivo e o alcance de rendimentos muito interessantes.  Fica claro que somente uma semente com reserva nutricional de alta qualidade pode gerar plantas de alta produtividade, por isso o produtor deve estar atendo na hora de adquirir esse importante insumo no mercado; decidir certo é o passo mais importante para as demais etapas produtivas.

O Brasil possui uma indústria de semente bem estruturada e que dá suporte ao sistema de produção de sementes onde as empresas investem constantemente em profissionais capacitados e infraestrutura adequada para atender a esse mercado tão exigente.

DADOS DA ABRASEM: uso de semente certificada no Brasil (71%) num volume que chegou a ser comercializado na safra 15/16 em 2.561.552 toneladas de semente. Isto significa que quanto maior o percentual de semente certificada é usado maior é nível tecnológico e melhor para a sustentabilidade do sistema produtivo da cultura.

A BIOTECNOLOGIA COMO FERRAMENTA DE APOIO: Com certeza os novos eventos tecnológicos ajudarão muito no aumento progressivo em rendimentos e principalmente na praticidade dos processos; também queremos que tragam produtos com menor agressividade ao meio ambiente com diminuição dos riscos tanto para os seres vivos e para o meio ambiente como um todo. Com auxílio de técnicas moleculares envolvendo marcadores moleculares, a genômica e a transformação genética deverão nortear o futuro em termos de novidades na pesquisa. Eventos já consolidados e em pesquisa como tolerância em herbicidas, pragas, doença; tolerância a seca, alto conteúdo de ácido oleico e produtividade irão impulsionar novos patamares de rendimentos.

O grande investimento em produtos de pesquisa, bem como máquinas, equipamentos e tantos outras ferramentas têm realmente auxiliado na condução de todo o crescimento e patamares crescentes nos resultados até então alcançados; novas fronteiras agricultáveis se tornou possível graças a capacidade das novas cultivares colocadas no mercado em termos de diferentes ciclos produtivo e resistências as variabilidades climáticas.

Por tantos motivos a cultura cresce a cada ano em importância para o país; tanto no mercado interno como externo; a exportação é fundamental para dar suporte aos volumes produzidos sendo o farelo de soja e o óleo de soja os principais produtos derivados; como exemplo a china que é o maior importador de grãos de soja do Brasil; mas precisamos estar atentos a novos mercados para não estarmos tão dependentes;  podemos destacar também as industrias internas com a produção do biodiesel que agrega valor ao produto e gera mão de obra .

UM OLHAR CRÍTICO: Precisamos ter visão futura e me parece que a evolução é necessária tanto no processo produtivo bem como na agregação de valores; por outro lado devemos reivindicar por melhorias nos setores de apoio como transportes tanto via fluvial, rodoviária e ferroviária, que, em muitos locais está precário e onerando o custo Brasil tornando menos completivo com países concorrentes.

Por fim, estamos no caminho certo, a pesquisa e os agricultores estão fazendo suas partes tornando pujante esta commoditie e o agronegócio do Brasil; mas precisamos avançar ainda mais firme apostando em novas tecnologias e que o poder público faça sua parte. O certo é que o mundo precisa de alimentos saudáveis e o Brasil pode continuar produzindo em escala e qualidade. 

 

banco_img/banners/banner_16/5642406251.gif
  •   Fonte: Eng.º AGR MSc DARCI ANTONIO LORENZON  
  •   |  
  •   12 de Novembro de 2018  


banco_img/banners/banner_14/7164780288.gif
banco_img/banners/banner_15/1531291855.jpg




ENQUETE

O que você achou de nosso' site?




NEWSLETTER

Cadastre-se e receba nossas notícias e informativos


Copyright © 2018 - JORNAL FOLHA DO ARAGUAIA - SOCIALITE VIP.

Todos os direitos reservados.